O embaixador partypoker e lenda irlandesa de poker Padraig Parkinson dá seus pontos de vista sobre o recente evento partypoker LIVE Grand Prix Killarney e o próximo festival Grand Prix Cork.

Se você acha que comentários muito positivos de clientes é a forma de medir o sucesso de um evento, então o partypoker LIVE Grand Prix Killarney foi um sucesso. Pessoalmente, minha referência é dar risadas, e teve muito disso! Eu ri muito nesse evento de caridade em que um cara não conseguia decidir se jogava ou não. Isso não é lá grande surpresa, já que fazia uns dois dias que ele estava cheio de doses de cerveja e uísque. Eu teria feito ele parar apenas por pena e nesse caso, a capacidade dele de ir andando de quatro até a mesa de inscrição já foi o suficiente para mim; ele já estava qualificado! Vamos chamá-lo de Jogador A.

Agora, Keith, ops… quero dizer, jogador A, é um cara legal quando sóbrio ou mesmo meio bêbado, mas, como muitos de seus compatriotas, um pé no saco quando está totalmente trançando as pernas. Ele puxou uma cadeira ao lado do meu amigo Bobby, um cara mais simpático do que você pode imaginar, um cavalheiro completo. Não demorou muito antes para que a coisa mudasse. O jogador A estava fumando um cigarro eletrônico que estava soltando mais fumaça do que aquelas máquina a vapor dos tempos antigos. Bobby parecia mais um homem que tinha escondido a cabeça numa nuvem e estaria totalmente irreconhecível se não fosse sua camisa. Quando o fumaça dissipou, a discussão começou. Eu poderia ficar vendo aquilo para sempre! O jogador A ganhou o torneio. Bobby não. Isso é o poker!

A turnê do Grand Prix da Irlanda passa por Cork em dezembro. No evento do ano passado, muitas dessas histórias foram sobre Kevin Spillane (também conhecido como The Bull), que infelizmente não está mais entre nós. Kevin era muito mais legal quando não estava tentando ser engraçado. E isso era a maior parte do tempo. Minha história favorita do Spillane foi de um evento da World Series of Poker no início dos anos 2000. Kevin vinha de um histórico de poker fechado, então ele entrou em algum tipo de evento bracelete low poker na série. Ele nunca jogou low poker antes, mas isso não o incomodou. Ele nem sequer estava preocupado quando descobriu, depois de uma hora ou mais, que havia um coringa em jogo. Ele estava certo porque no dia seguinte ele estava de volta para a mesa final! Nunca um homem esteve tão orgulhoso de representar seu país do que Kevin naquele dia. Mesmo que ele não tivesse muita certeza do que estava acontecendo. Ele foi batido em sexto ou por aí e foi presenteado com a tradicional jaqueta da Mesa Final WSOP. Seu coração quase explodiu com orgulho. Eu encontrei com ele três dias depois em Binions. Ele estava nadando em um mar de conhaque e ainda estava vestindo a jaqueta. Quando perguntei por que ele ainda vestia a jaqueta, ele respondeu: “É que estou com medo de que o pessoal não me reconheça sem ela!” Impagável!

Este artigo apareceu pela primeira vez na Bluff Europe Magazine

Pronto para entrar na festa?

Se você está pronto para entrar em ação, então clique aqui para fazer o download do partypoker e começar!

Se você já possui uma conta com a gente, clique aqui para abrir o partypoker e encarar as mesas!

Compartilhe.

Comentários estão fechados.